As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Em bom jogo, Brasil se classifica

Luiz Zanin Oricchio

20 de junho de 2010 | 17h29

cronicas.gif
O Brasil melhorou muito em relação ao primeiro jogo. Teve alguns momentos de instabilidade ou de passividade nos 3 a 1 contra a Costa do Marfim. Mas, no todo, controlou o jogo.

Quando as coisas estavam difíceis, apareceu o futebol brasileiro em sua melhor característica – a jogada individual e o toque de bola. Foi assim nos três gols, nos dois de Luis Fabiano (o segundo, irregular, ajeitado com o braço), e no de Elano, com cruzamento de Kaká.

Com o jogo sob controle, o Brasil caiu na catimba e na violência dos jogadores da Costa do Marfim. A defesa vacilou e tomou um gol de Drogba, que cabeceou sozinho. Kaká foi expulso, em outra bobeira, pois todo mundo viu que estava super irritado, e,com a partida decidida, deveria ter sido substituído. Dunga não viu.

Com o resultado, o Brasil é o segundo país matematicamente classificado para as oitavas de final, ao lado da Holanda. Joga à vontade contra Portugal e pode se preparar para a pedreira da próxima fase, quando então vacilos não são permitidos. O adversário pode ser a Espanha. Não será fácil.

O principal, além da classificação, é que o Brasil jogou com autoridade. E mostrou que pode chegar lá. Talvez sem encantar, mas é o que se sabia – um time forte. E maduro. Precisa ainda evoluir. Mas já melhorou, e pode ainda caminhar. Luis Fabiano, que andava ameaçado com Nilmar, se garante com os dois gols e boa atuação. Kaká também melhorou. Pena que não jogue contra Portugal, o que seria bom para sua evolução. O resto do conjunto foi bem. Valeu, Brasil.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.