As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Eu entendo bem o polonês, pouco o italiano e nada o português

Luiz Zanin Oricchio

19 de junho de 2006 | 19h33

Explico o título: no supermercado que fui mais cedo, em Berlim, dois caixas conversavam animadamente. O primeiro, um sujeito com seus 25 anos, nascido em Milão, se esforçava para ser entendido em italiano; o segundo, um português de mais idade que se mudou muito cedo para a Alemanha, mal se comunicava por sua língua natal. Sabe bem mesmo o alemão, que eu não sei.
Conversa vai, conversa vem, chega um dos funcionários, um garoto polonês com cara de alemão e que falava bem inglês.
Tudo isso para repetir o que disse em um dos meus primeiros posts aqui neste blog: Onde estão os alemães?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.