São Paulo é tri: glórias a Muricy Ramalho
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

São Paulo é tri: glórias a Muricy Ramalho

André Rigue

07 de dezembro de 2008 | 20h24

Celso Junior/AE
O principal responsável pelo sexto título do São Paulo tem nome e sobrenome: Muricy Ramalho. Mesmo com uma temporada marcada por equívocos da diretoria e a falta de reforços, o treinador conseguiu faturar o seu terceiro título brasileiro seguido, igualando o feito de Rubens Minelli.

Muricy tornou-se um grande bicho-papão dos pontos corridos. De longe, é o melhor técnico que o futebol brasileiro possui para formar elencos para campeonatos do gênero, deixando até mesmo o badalado Vanderlei Luxemburgo para trás.

O segredo do treinador é o trabalho, como ele mesmo prega. Muricy não é do tipo que utiliza as expressões “eu ganhei”, “nós empatamos”, e “vocês perderam”. Humilde, o técnico ainda chegou a dizer que o sucesso do São Paulo era fruto dos jogadores.

Numa comparação com Telê Santana, Muricy disse que não poderia se igualar ao ex-treinador, seu “mestre”. E de fato ele tem razão. Telê marcou época no comando do São Paulo, com seu estilo “rabugento, trabalhador e vitorioso”.

Muricy, ainda que tenha alguns “trejeitos” de Telê, possui seu próprio estilo. E se o homem que comanda a CBF tivesse critério, o treinador do São Paulo seria o nome apropriado para treinar a seleção brasileira. Que Dunga me desculpe, mas Muricy é muito melhor…

Com toda justiça, o título do Brasileirão fica novamente nas mãos de Muricy. Um dito popular diz que “treinador não ganha jogo nem campeonato”. E Muricy provou neste domingo que esta frase está literalmente errada.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.