As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ironia do destino

Robson Morelli

15 de março de 2007 | 15h53

Por ironia do destino, os dois ‘heróis’ do Corinthians na vitória do time sobre o Treze da Paraíba, pela Copa do Brasil, podem deixar o clube brevemente. Marcelo Mattos e Magrão estariam com os dias contados no Parque São Jorge. O primeiro está sendo oferecido a equipes da Europa. O próprio Renato Duprat confirmou isso para o blog. Assim que tiver oferta ‘boa’, fecha negócio.

E Magrão tem vínculo apenas até o meio do ano. Já tenta renovar seu empréstimo com o Yokohama. Não quer voltar para o Japão por nada nesse mundo. Sua mulher detestou o país do Sol Nascente. Mas ele sabe que não terá saída se o Corinthians se recusar a prorrogar seu contrato. E isso implica aumento de salário e pagamento ao clube japonês por mais seis meses ou um ano. Magrão chorou na sala do presidente do Yokohama quando foi pedir sua liberação para voltar ao Brasil. Se for preciso, ele diz que fará isso de novo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.