As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Nada a reclamar

Luiz Carlos Merten

18 de junho de 2006 | 15h53

Os repórteres esportivos que fazem a cobertura dos clubes de futebol no Brasil deveriam pensar duas vezes antes de reclamar das nossas assessorias de imprensa e jogadores de futebol. Para os mais críticos, recomendo DOIS DIAS de cobertura dos treinos/entrevistas coletivas da seleção da França. Os corajosos serão premiados com doses cavalares de “máscara” dos jogadores, falta de colaboração da assessoria de imprensa e superproteção aos atletas. Médicos e comissão técnica não falam sobre lesionados. Os jogadores mais experientes são poupados do contato com a imprensa ao máximo. Não há zona mista nem qualquer chance de se fazer uma pergunta mais pessoal ao jogador. Matérias especiais ? Esqueça… Os franceses podem até não ganhar a Mundial, mas já conquistaram o prêmio MALA da Copa de 2006…

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.