As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Nada de novo no front

Ricardo Lombardi

23 de fevereiro de 2007 | 08h38

Jason Kidd, Vince Carter, Pau Gasol, Mike Bibby… A lista de jogadores de expressão que poderiam movimentar o marcado na NBA era grande e cheia de grandes surpresas, como a ida do armador do New Jersey Nets para o Los Angeles Lakers (Kidd e Kobe juntos, já imaginou?!), mas no final das contas o prazo para trocas entre as equipes da liga norte-americana profissional de basquete terminou com apenas uma transferência. E diga-se de passagem, uma bem decepcionante.

O Dallas Mavericks, que na quinta-feira bateu o Miami Heat (sua 10.ª vitória consecutiva) e é dono da melhor campanha da temporada regular até o momento, mandou seu armador reserva Anthony Johnson para o Atlanta Hawks. O negócio valeu ao time do polêmico milionário Mark Cuban uma escolha no próximo draft e uma economia de US$ 5,7 milhões (cerca de R$ 12 milhões) aos cofres da franquia. Aliás, um ótimo negócio por um atleta veterano e que esquentava o banco do ótimo Jason Terry.

Mas e os pedidos insistentes do espanhol Gasol para sair do Grizzlies? Michael Heisley, proprietário da equipe de Memphis disse que recebeu ofertas pelo melhor jogador do último Mundial de Basquete, mas todas aquém do real valor do ala-pivô, que tem mais quatro anos de contrato e nada a reclamar com relação ao leitinho das crianças, pois embolsou US$ 60 milhões (cerca de R$ 125 milhões) no negócio.

No final das contas a única grande transferência da temporada 2006/2007 foi mesmo a do armador Allen Iverson, que trocou o fraquíssimo Philadelphia 76ers pelo promissor Denver Nuggets no início desse ano. A dupla com Carmelo Anthony ainda não decolou, mas tem tudo para infernizar qualquer marcador em um futuro próximo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.