As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Pódio em cima da hora

André Rigue

20 de julho de 2008 | 15h23

Por Tercio David

O pódio de Nelsinho Piquet pode ser considerado ‘um gol da vitória aos 40 minutos do segundo tempo’ no que toca a negociação para a disputa do Mundial do ano que vem da Fórmula 1. Bastante ameaçado em sua condição de titular na Renault devido aos fracos resultados do começo do ano, o brasileiro já estava sendo colocado pra fora da equipe antes mesmo do final de 2008, segundo boatos. Takuma Sato já deveria assumir o cockpit no GP da Bélgica.

O resultado pode mudar um pouco o panorama dentro da equipe. Acostumado a ser a principal estrela na Renault, e invariavelmente criticar o fraco desempenho do carro, Fernando Alonso disse após a corrida na Alemanha que Nelsinho ‘achou’ o pódio. Vale lembrar que ele mesmo, o bicampeão, não havia conseguido isso em 2008. Parece despeito.

É claro que a Renault tem interesse em manter Alonso para 2009 – tirando a McLaren, todas as equipes queriam – mas isto não quer dizer que o time não possa pensar em ter uma dupla de jovens, caso o espanhol realmente ‘bata suas asas’. Francês como a equipe, Romain Grosjean está cotado para o lugar, assim como Lucas di Grassi, turbinado pelas últimas performances na GP2 (quatro pódios em seis corridas disputadas).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.