Ronaldo e a imagem até aqui
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ronaldo e a imagem até aqui

andreavelar

25 de março de 2010 | 02h12

Paulo Pinto/AE

Foto: Paulo Pinto/AE

E Ronaldo perdeu a compostura. Depois de erros infantis, como ele mesmo assumiu, na derrota do Corinthians por 1 a 0 para o modesto Paulista, pelo Campeonato Paulista, o Fenômeno deixou a Arena Barueri não sem antes mostrar o dedo médio para a torcida.

Enquanto a vaia esteve nas arquibancadas, Ronaldo se mostrou tranquilo. Não ofendeu ninguém, não deu nenhuma resposta atravessada, foi o mesmo de sempre, de sorriso fácil até nas horas mais difíceis. A partir do momento em que um grupo de torcedores o ameaçou no vestiário, gritando palavras de ordem para a disputa da Copa Libertadores – como contou o repórter fotográfico Paulo Pinto, da Agência Estado – o atacante respondeu com o gesto obsceno.

Na onda do “quem nunca…”, inaugurada pelo goleiro Bruno, do Flamengo, e com uma dose de exagero, dá até para dizer que todo mundo já fez ou pelo menos teve vontade de mandar alguém para bem longe. Mas o atacante do Corinthians está devendo futebol sim e, até agora, só passou essa imagem no ano do centenário do clube.

Tudo o que sabemos sobre:

CorinthiansfutebolRonaldo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.