Santos tremeu, mas foi o São Paulo quem dançou
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Santos tremeu, mas foi o São Paulo quem dançou

André Rigue

11 de abril de 2010 | 18h31

durval rogerio ceni480 jonne roriz ae 10042010

Não acredito em salto alto. Os garotos do Santos tremeram no segundo tempo diante do São Paulo e quase complicaram uma partida que tinham total domínio, no primeiro confronto entre os clubes pelas semifinais do Campeonato Paulista.

A vitória por 3 a 2 só foi conquistada aos 44 minutos do segundo tempo, após Rogério Ceni falhar na saída do gol em cobrança de falta de Madson – Durval completou de cabeça para o fundo das redes (foto).

Os são-paulinos foram certos ao afirmar que os jovens santistas sentiriam a pressão do mata-mata. Porém, os santistas também foram corretos ao afirmar que possuíam um time entrosado e de maior habilidade.

A vantagem do Santos é grande. Pode perder até por um gol de diferença – e não deve perder a vaga para a final.

O São Paulo, porém, acredita “Temos condições de ir lá e buscar a classificação. Estamos vivos”, afirmou Hernanes.

E você, também acredita que o São Paulo conseguirá vencer por dois gols de diferança na Vila Belmiro?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.