São Paulo e Palmeiras, um começo que não significará nada
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

São Paulo e Palmeiras, um começo que não significará nada

miltonpazzi

21 de janeiro de 2009 | 23h34

Os torcedores de São Paulo e Palmeiras tem motivos para achar que a estreia no Campeonato Paulista não significará muita coisa ao final da primeira fase – o importante, claro, foi somar pontos. Não teve futebol brilhante, mas nada que comprometesse.

O empate do time tricolor com o Ituano por 1 a 1 em pleno Morumbi foi reflexo da falta de treinos, do simples começo de temporada. Reflexo de quem teve apenas nove dias para combinar os puxados exercícios físicos com posicionamento e, principalmente, bola rolando – quem já jogou sabe que time só se acerta jogando.

Esta mesma impressão passa o Palmeiras. Não jogou bem, mas fez sua parte e ganhou do Santo André por 1 a 0 aproveitando as chances que teve. O Santo André foi melhor no jogo, criou mais chances, mas só isso não ganha jogo. Ficou claro que o time alviverde tem muito o que melhorar. Keirrison, no ataque, deve resolver boa parte destes problemas.

Dos outros times do campeonato, boa vitória do Mirassol, fora de casa, sobre o Mogi Mirim. E do Guarani, que fez valer o fato de jogar em casa contra a Portuguesa, em sua volta à divisão de elite. Agora, aguardemos Corinthians, Santos e os outros que estreiam nesta quinta.

Estaduais não são os preferidos

Apenas um a cada 14 torcedores no estado de São Paulo tem o Campeonato Paulista como seu torneio predileto, diz pesquisa da TNS Sports, divulgada nesta quarta. No total, o Paulistão é o quarto na preferência dos paulistas, com 6,94%. O Brasileirão é o primeiro (60,85%), seguido da Copa Libertadores (16,17%) e da Copa do Brasil (11,76%).

Crise entre São Paulo x FPF sem fim

Momentos antes da partida contra o Ituano, estreia do São Paulo, o site da Federação Paulista de Futebol informou que Rogério Ceni estava suspenso, um erro. O caso acirra a crise entre a FPF e o clube, surgida por causa dos ingressos para show da Madonna. “Pode se esperar que muita coisa vai acontecer neste campeonato”, ironizou o capitão e goleiro são-paulino.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.