As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

São Paulo virou time de bad boys?

André Rigue

17 de janeiro de 2008 | 18h54

Com o mercado do futebol cada vez mais fechado para contratações, a diretoria do São Paulo mudou o perfil dos investimentos neste semestre e decidiu apostar em jogadores, até então, considerados problemáticos.

Primeiro foi o atacante Adriano, que na Itália se destacou mais em 2007 por sua vida fora de campo do que pelo futebol. Agora, chegou Carlos Alberto, que teve passagens apagadas por Corinthians e Fluminense, além de enfrentar problemas de “insônia” no Werder Bremen, da Alemanha.

Que a diretoria do São Paulo e o técnico Muricy Ramalho, principalmente, têm competência para trabalhar com jogadores considerados “problemáticos”, ninguém tem dúvida.

Resta saber se esses atletas não quebrarão o clima de harmonia dos jogadores, que conquistaram os dois últimos títulos do Brasileirão. Quem brinca com fogo pode se queimar.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.