As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Seleção: um pra lá, dois pra cá

Luiz Zanin Oricchio

27 de março de 2007 | 19h54

Êta joguinho chato esse da seleção brasileira contra a de Gana.Não repetiu nem de longe a boa atuação que teve contra o Chile, na goleada de 4 a 0. No começo, pareceu que seria interessante, com Vagner Love se movimentando muito mais do que Fred e trocando figurinhas com o famoso trio – Ronaldinho Gaúcho, Robinho e Kaká. Só que o trio não se mostrava muito a fim de jogo. Como a turma de Gana gosta de chegar junto, como mandava mestre Osvaldo Brandão, as estrelas resolveram poupar as canelas, e o fôlego, para compromissos mais interessantes. Kleber foi discreto e Ilsinho ficou meio perdido num esquema que não previa muitos avanços na lateral, justamente sua característica mais forte. Dizem que a CBF faturou US$ 1 milhão pelo amistoso. Pelo anti-espetáculo apresentado pela seleção, quem pagou tem direito de se sentir lesado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.