As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Siga o exemplo do Muricy

Robson Morelli

23 de fevereiro de 2007 | 15h38

O problema do técnico Emerson Leão é que ele se impõe mais pelo medo ou receio dos seus jogadores que propriamente pelo bom trabalho apresentado na temporada. Acho Leão o treinador de maior peso hoje no futebol brasileiro, mais até que o Luxemburgo, que anda meio ‘quietão’ lá na Baixada.

E sei também que ele é de vestir a camisa dos clubes que o contratam até o último dia de acerto. Mas perece que está se perdendo no Parque São Jorge, onde tinha tudo para dar certo, ganhar títulos, trabalhar direito.

Leão precisa dar uma cara a este time, mesmo se tiver de amargar alguns resultados ruins. Tudo bem que enfrenta problemas de expulsões e contusões, mas precisa apostar numa equipe e esquema de jogo e confiar nele até o fim.

Muricy Ramalho faz isso no São Paulo e tem dado certo. Tem uma base montada há duas temporadas e vai encaixando aqui e ali peças que lhe são dadas pela diretoria. O time vai ‘revelando’ jogadores sem perder a pegada. Com isso, Muricy ganha o respeito da moçada.

Leão tem competência e elenco para fazer o mesmo, e se começar no Paulista poderá colher os frutos já neste Brasileiro. Brigar com árbitros e sair na bronca com jornalistas deve ser secundário em seu dia-a-dia. E parece que não está sendo…

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.