As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Terríveis contrastes

Baldini Wilson

19 de junho de 2006 | 19h54

Bielefeld é uma cidade de 500 mil habitantes. Em frente ao hotel onde estou tem uma escola ginasial. As crianças chegam sozinhas, de bicicleta, conversando, brincando…Já minha mulher, que está grávida, foi levar minha filha à escola na segunda-feira de manhã. Parou na farmácia para comprar remédio para a menina, que ficou no carro. Quando entrou na farmácia, foi surpreendida por uma maldito assaltante. Ele e outro idiota roubavam quem chegava no local, que, segundo o gerente, não tinha dinheiro. E o bandido ainda dizia: “Calma, dona, sei que a senhora está grávida.” No fim, queriam levar o carro. Só não fizeram isso porque a Bia tava no banco de trás. Como todos ficaram presos em uma sala, a menina ficou preocupada com a mãe, saiu do carro e entrou na farmácia. Foi aí que chegou a polícia. Que contraste. Em todo lugar existem pessoas boas e más, mas em São Paulo passou do limite.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.