As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Times provisórios

Luiz Zanin Oricchio

16 de fevereiro de 2007 | 16h15

Já começaram as especulações sobre o interesse do Atlético de Madrid em Cléber Santana. Aliás, são mais do que especulações – o interesse existe mesmo e Cléber só tem contrato até o meio do ano. Deve sair. Zé Roberto parece que já tem acordo com o Olympiakos, também para o meio do ano. E, logo logo aparece comprador para o Kléber, que está jogando o fino na lateral-esquerda. Assim, se tudo se concretizar, no segundo semestre o Santos não será sombra do que é agora. Por isso, parece sempre lorota quando algum técnico (Luxemburgo ou outro) diz que o time está em formação. Não existe formação de time no Brasil, porque ele nunca está pronto, é um processo que nunca se completa. Ou quando está pronto, desmancha em seguida. Mas que a torcida santista não se desespere. O que acontecer com o Santos acontecerá também com os outros. Tudo é provisório no futebol brasileiro, o mais poderoso do mundo, no passado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: