As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Um agredecimento ao GPS

Lucas Nobile

07 Julho 2006 | 16h02

A Copa está chegando ao fim e é preciso fazer um agradecimento especial a um componente muito importante no trabalho da imprensa na Alemanha. É o GPS (Sistema de Posicionamento Global, via satélite), um computador instalado em grande parte dos carros do país que mapeia todas ruas, estradas e prédios públicos, ajudando o motorista a não se perder.

Para quem não conhece, o GPS é impressionante. O motorista só precisa colocar o endereço do local para onde deseja ir. Depois, o computador traça o melhor caminho, aponta a distância até o destino e vai indicando como chegar lá – você escolhe em qual idioma vai ser a narração do trajeto.

O tal GPS chega até a avisar o motorista quando ele vai encontrar trânsito lento ou congestionamento no caminho. Aí, oferece uma rota alternativa. Se, mesmo com tanta ajuda, o motorista erra uma entrada indicada pelo computador, ele imediatamente aponta uma nova solução.

Enfim, foi essa maravilha da tecnologia moderna que ajudou milhares de jornalistas do mundo inteiro que participaram da cobertura da Copa na Alemanha – principalmente, os brasileiros. Com o GPS, ninguém pôde dar a desculpa que se perdeu.