As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Um medíocre campeão

Adriana Plut

09 Julho 2006 | 23h59

Acompanhei, do estádio, os dois últimos jogos da Itália na Copa. E cheguei à conclusão de que o Mundial da Alemanha teve o pior campeão dos últimos tempos. Que me desculpem os italianos – tenho, por sinal, muitos amigos italianos. Mas a seleção de Lippi em seus melhores momentos não passou de medíocre. E não mereceu, de jeito nenhum, levar a taça para Roma. Roma que, aliás, ainda tenta limpar a sujeira dos escândalos no calcio. A Itália tem ótimo goleiro, boa defefsa e só. Rigorosamente só. O único jogador que faz alguma coisa do meio para a frente é o Totti. Totti que não jogou absolutamente nada na Alemanha. O francês Domenech lamentou a injustiça no placar. E que injustiça! No segundo tempo e em toda a prorrogação, a Azzurra parecia time pequeno. Não passou do meio-campo. Uma vergonha! O Pirlo, eleito melhor em campo, é um Danilo (do São Paulo) piorado. Mas futebol tem dessas coisas e, por isso, é apaixonante. Até o Once Caldas já ganhou Libertadores. Acho que vai demorar bom tempo – pelo menos umas três décadas – para que a Copa tenha um campeão tão ruim como foi a Itália em 2006.