No Corinthians: trégua à vista?

No Corinthians: trégua à vista?

Marília Ruiz

06 Novembro 2017 | 16h42

Treino aberto no último sábado

Existe um movimento (tímido) dos candidatos à presidência do Corinthians para diminuir a artilharia até o final do Campeonato Brasileiro.

Depois da manifestação de apoio da torcida no treino do último sábado (mais de 32 mil pessoas no treino aberto na arena Corinthians), interlocutores que trabalham com três opositores de Roberto de Andrade falaram à coluna que o efeito das críticas pesadas (neste momento) podem ter efeito contrário entre os eleitores _no caso do Corinthians, todos os sócios ativos. Aumentar a temperatura a ponto de afetar o futebol será regra.

Mas as campanhas não pensam em parar. Nesta semana, dois encontros podem selar a união de duas chapas. Na prática, a ideia compartilhada é que quanto mais opositores candidatos, melhor para Andrés Sanchez, ex-presidente, candidato da situação.