12 de abril: um dos dias mais tristes da história do boxe

12 de abril: um dos dias mais tristes da história do boxe

Foi nesse dia que Joe Louis, em 1981, e Sugar Ray Robinson, em 1989, morreram

Wilson Baldini Jr.

12 de abril de 2018 | 09h20

 

Dois dos maiores nomes da história do boxe morreram em 12 de abril. Em 1981, Joe Louis, aos 66 anos, morreu em Las Vegas. Ele foi campeão mundial dos pesos pesados de 1938 a 1949. A “Bomba Marron”, como era conhecido, tinha um direto de direita mortal e uma precisão nos golpes impressionante.

Natural de La Fayette, no Alabama, Joseph Louis Barrow lutou 69 vezes, ganhou 66, 52 por nocaute e só perdeu três.

Walker Smith Jr. ficou conhecido como Sugar Ray Robinson, o melhor pugilista de todos os tempos. A revista “The Ring” chegou a dizer que para ele ser melhor do que havia sido só se andasse sobre as águas. Astros como Muhammad Ali, Sugar Ray Leonard e Joe Louis também o apontavam como o mais completo boxeador.

Dono de um jogo de pernas extraordinário, Sugar virou dançarino na Broodway depois dos ringues. Lutou 200 vezes, ganhou 174, com 108 nocautes. Atingiu a marca de 128 triunfos e apenas uma derrota.

Robinson foi campeão dos meio-médios e dos médios, ao travar verdadeiras guerras com Jake La Motta, Carmen Basílio, Rocky Graziano, Carl Olson, Henry Armstrong, Kid Gavilan em mais de 25 anos de carreira.

Nascido em Ailey, Georgia, Sugar morreu em 1989, em Los Angeles, aos 67 anos.

 

Tudo o que sabemos sobre:

boxeboxingboxeoJoe LouisSugar ray Robinson

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: