A lenda Rocky Marciano completa 95 anos

A lenda Rocky Marciano completa 95 anos

Único campeão peso pesado a pendurar as luvas invicto morreu vítima de um acidente aéreo, em 31 de agosto de 1969, na véspera de completar 46 anos

Wilson Baldini Jr.

01 Setembro 2018 | 11h00

Arquivo – AE

 

Em 1º de setembro de 1923 nascia Rocco Francis Marchegiano, que ficou conhecido no boxe como Rocky Marciano, um dos maiores campeões da história da categoria dos pesos pesados.

Filho de imigrantes italianos, Marciano queria ser jogador de beisebol na infância. Ao servir o exército conheceu o boxe e se apaixonou. Como amador mostrou talento ao ser campeão do torneio Luvas de Ouro do estado de New England.

Considerado baixo (1,78 metro), leve (84 quilos) e com pouca envergadura (1,75 metro) para integrar a categoria dos pesos pesados, o técnico Charley Goldman treinou Marciano para encarar seus adversários grandalhões na curta distância, aceitando a luta aberta, repleta de troca de golpes.

Resultado: os duelos de Marciano sempre foram um prato cheio para os amantes da nobre arte, que, apesar verem o rosto ensangüentado do ídolo, sabiam que a vitória sempre viria. Foi assim em seus 49 combates como profissional. Dos quais 43 foram vencidos por nocaute.

A primeira grande luta foi em 26 de outubro de 1951, um nocaute no oitavo assalto sobre a lenda Joe Louis, seu ídolo de infância. “Foi terrível ter de derrotá-lo. Eu senti demais cada golpe desferido”, disse logo após a luta. Os dois nunca mais deixaram de ser amigos. Aliás, Marciano sempre foi uma figura admirada dentro e fora do ringue, com seu jeito descontraído.

Ganhou o título mundial em 23 de setembro de 1952, diante de 40.379 espectadores, no Philadelphia Municipal Stadium, com um nocaute espetacular sobre Jersey Joe Walcott, no 13º assalto, quando perdia na análise dos jurados. O direto de direita que explodiu no queixo de Walcott é apontado por muitos como o golpe mais violento da história do boxe.

Marciano voltou a vencer Walcott na revanche, despachou Roland La Starza, bateu Ezzard Charles duas vezes, derrotou Don Cockell e nocauteou o grande Archie Moore. Em 1956, anunciou sua aposentadoria precoce, aos 32 anos, aceitando os pedidos de sua esposa Bárbara, que tinha medo que algo de ruim pudesse acontecer ao seu marido nos ringues. No mesmo ano, os empresários ofereceram US$ 3 milhões, uma fortuna na época, para enfrentar Floyd Patterson. Marciano nunca voltou a calçar as luvas.

Na noite de 31 de agosto de 1969, Rocky Marciano enfrentou uma tempestade, pois no dia seguinte queria estar com sua família, em Bronckton, Massachusetts, sua cidade natal, para festejar seus 46 anos de idade. Mas o avião caiu próximo de Newton, Iowa, e matou o único boxeador campeão invicto dos pesos pesados.

Mais conteúdo sobre:

boxeRocky Marciano