Adriana Araújo falha na pesagem e não ficará com o título nem se vencer a luta

Adriana Araújo falha na pesagem e não ficará com o título nem se vencer a luta

Brasileira pesa 65,770 quilos e ultrapassa o limite da categoria dos superleves que é de 63,502. Luta vai acontecer, mas somente a britânica poderá se tornar campeã

Wilson Baldini Jr.

03 de outubro de 2020 | 10h14

 

 

 

Adriana Araújo perdeu para a balança. A brasileira pesou, neste sábado, 65,770 quilos, quando o limite da categoria é de 63,502 quilos. Desta forma, a medalhista de bronze em Londres-2012 vai lutar com a britânica Chantelle Cameron, neste domingo, mas não ficará com o cinturão mundial nem se vencer o combate. A única com chances de ficar com o título é Cameron, que vai precisar, evidentemente, vencer a luta, que terá transmissão ao vivo do DAZN, a partir das 15h.

Em entrevista a este blog, Adriana afirmou que sua maior preocupação seria com peso. Ela afirmou que estava treinando e o pouco tempo de preparo não seria problema, pois era a oportunidade que aguardava há 20 anos. Orientada pelo técnico Luiz Dorea, a brasileira chegou a Londres no domingo e teve grande estrutura proporcionada pela Matchroom Boxing, empresa de Eddie Hearn, o principal promotor de lutas de boxe na atualidade.

O duelo foi aguardado com expectativa pela imprensa britânica, pois o feito de Adriana na Olimpíada sempre foi lembrado com respeito. Mas após a falha na pesagem as críticas também foram duras e o fato de a brasileira se apresentar com mais de dois quilos de excesso não foi perdoado pelos críticos.

Depois da pesagem, segundo Sergio Batarelli, manager da brasileira, um acordo foi assinado para, caso Adriana vença neste domingo, tenhamos uma segunda luta no início do ano.

Por não ter dado o peso, Adriana não vai receber a bolsa total. Uma porcentagem não divulgada vai ser retirada. Em alguns casos, pode alcançar 30% do valor.

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.