Alexander Povetkin vence Dillian Whyte com nocaute espetacular no quinto assalto

Alexander Povetkin vence Dillian Whyte com nocaute espetacular no quinto assalto

Perto de completar 41 anos, russo sobrevive a duas quedas para obter a vitória e garantir o direito de disputar o título mundial diante do campeão Tyson Fury

Wilson Baldini Jr.

22 de agosto de 2020 | 19h42

 

O russo Alexander Povetkin garantiu o direito de disputar o título mundial dos pesos pesados, versão Conselho Mundial de Boxe, ao nocautear o britânico Dillian Whyte, no quinto, neste sábado, em Brentwood, próximo a Londres, na Inglaterra.

Perto de completar 41 anos, dia 2 de setembro, Povetkin sobrevive a duas quedas no quarto round, para obter a vitória e garantir o direito de disputar o título mundial diante do campeão Tyson Fury.

A luta foi bastante equilibrada nos três primeiros assaltos, mas a esquerda de Whyte, sempre muito bem colocada, fazia a diferença no combate. O britânico conseguiu derrubar duas vezes o russo, que se recuperou rapidamente.

Aos 30 segundos do quinto assalto, Povetkin acertou um upper de esquerda, no contragolpe, e Whyte simplesmente apagou. O juiz não precisou nem abrir contagem.

“Provavelmente tenha sido a vitória mais sensacional da minha carreira”, disse Povetkin, que também foi campeão olímpico em Atenas-2004, Ele soma 36 vitórias (25 nocautes), duas derrotas e um empate. Whyte perdeu pela segunda vez, após 29 lutas. O britânico soma 18 nocautes.

Agora, o russo espera pelo vencedor entre Tyson Fury e Deontay Wilder, que devem lutar até dezembro. Também existe a possibilidade de Fury lutar com Anthony Joshua, campeão pela OMB, FIM e AMB.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.