Aos 89 anos, Bob Arum continua sendo o ‘homem forte’ do boxe mundial

Aos 89 anos, Bob Arum continua sendo o ‘homem forte’ do boxe mundial

Dono da Top Rank usa sua força para marcar, em seis dias, o terceiro duelo entre Tyson Fury e Deontay Wilder, vencendo mais um duelo com o jovem Eddie Hearn

Wilson Baldini Jr.

23 de maio de 2021 | 12h52

 

Aos 89 anos, Bob Arum continua sendo o ‘homem forte’ do boxe mundial. Dono da Top Rank demonstrou sua força para marcar, em seis dias, o terceiro duelo entre Tyson Fury e Deontay Wilder, vencendo mais um duelo com o jovem empresário britânico Eddie Hearn.

Hearn dava como certo o combate entre Anthony Joshua e Tyson Fury na Arábia Saudita, em 14 de agosto. Mas Arum aproveitou uma breca, ao ver que um tribunal dos EUA exigiu uma terceira luta entre Fury e Wilder – prevista em contrato – para conseguir lugar, data, contrato para fazer Fury x Wilder. Vai ser em Las Vegas em 24 de julho. Pior para Hearn, que o vencedor deste duelo estará sob às ordens de Arum para um futuro encontro com Joshua.

Sempre que se fala em boxe ainda é preciso ouvir por último o nova-iorquino que se formou em Direito na Universidade de Harvard, mas que se tornou milionário ao organizar grandes desde 1966.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.