Apesar do doping, Comissão Atlética confirma Oscar Valdez x Robson Conceição

Aval para permitir a luta vem da Comissão Atlética do Arizona, que sancionará o evento dia 10 em que estará em disputa o título dos superpenas do CMB

Wilson Baldini Jr.

02 de setembro de 2021 | 21h26

 

Vai acontecer a luta entre Oscar Valdez e Robson Conceiçao, dia 10, em Tucson, no Arizona, apesar do boxeador mexicano ter sido flagrado no exame antidoping realizado dia 13 de agosto para a substância fermentina.

A determinação para permitir a luta vem da Comissão Atlética Pascua Yaqui do Arizona, que sancionará o evento em que Valdez vai expor o título dos superpenas do Conselho Mundial de Boxe, após reuniões que tiveram com membros do CMB, da Agência Antidoping (VADA), da empresa Top Rank e de Pat English, advogado que representava o lutador mexicano.

Valdez foi informado no último fim de semana que seu teste foi positivo em 13 de agosto. Essa substância, a fermentina, é um estimulante do sistema nervoso, mas também ajuda a emagrecer. A contraprova foi aberto em 2 de setembro e o resultado do teste também foi positivo.

A Agência Mundial Antidopagem permite o uso dessa substância somente quando não em competição, ou seja, permitido até 23h59 da véspera do combate. No entanto, a Agência Voluntária Antidopagem, que é a que realizou o teste em coordenação com o Conselho Mundial de Boxe no âmbito do Programa de Boxe Limpo, proibiu-o tanto em competição como fora de competição.

Um segundo teste foi realizado no dia 30 de agosto e deu negativo para esta substância e as demais proibidas. A equipe que representou Valdez referiu que o consumo desta substância era inconsciente e que poderia ter sido através do consumo de um chá, para o qual solicitaram uma audiência junto das entidades envolvidas.

Tudo o que sabemos sobre:

boxe#ValdezConceiçao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.