Aposentado desde 2017, Floyd Mayweather é o esportista mais bem pago da década

Com US$ 915 milhões, americano superou Cristiano Ronaldo, Messi, LeBron James e Roger Federer. Manny Pacquiao foi o 8.º, com US$ 435 milhões

Wilson Baldini Jr.

25 de dezembro de 2019 | 11h35

 

Aposentado desde 2017, Floyd Mayweather subiu no ringue dez vezes na última década. Isso bastou para o boxeador norte-americano se tornar o esportista mais bem pago da década, ao receber US$ 915 milhões.

O filipino Manny Pacquiao é outro representante da nobre arte da revista Forbes, com US$ 435 milhões, ocupando o oitavo lugar na lista.

Confira a relação dos dez primeiros colocados, que reuniu, além dos dois pugilistas, dois jogadores de futebol, dois de basquete, dois de golfe, um tenista e um piloto de Fórmula 1.

1. Floyd Mayweather (boxe): US$ 915 milhões (R$ 3,7 bilhões)
2. Cristiano Ronaldo (futebol): US$ 800 milhões (R$ 3,2 bilhões)
3. Lionel Messi (futebol): US$ 750 milhões (R$ 3 bilhões)
4. LeBron James (basquete): US$ 680 milhões (R$ 2,7 bilhões)
5. Roger Federer (tênis): US$ 640 milhões (R$ 2,6 bilhões)
6. Tiger Woods (golfe): US$ 615 milhões (2,5 bilhões)
7. Phil Mickelson (golfe): US$ 480 milhões (R$ 1,9 bilhão)
8. Manny Pacquiao (boxe): US$ 435 milhões (R$ 1,7 bilhão)
9. Kevin Durant (basquete): US$ 425 milhões (R$ 1,7 bilhão)
10. Lewis Hamilton (F-1): US$ 400 milhões (R$ 1,6 bilhão)

 

Tudo o que sabemos sobre:

boxeFloyd MayweatherManny PacquiaoForbes

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.