Argentino, de 45 anos, volta após seis de aposentadoria, vence e sonha enfrentar algoz de Esquiva Falcão

Argentino, de 45 anos, volta após seis de aposentadoria, vence e sonha enfrentar algoz de Esquiva Falcão

Aos 45 anos, Sergio Martinez afirmou que "nada e ninguém" vai impedi-lo de reconquistar o cinturão mundial dos pesos médios

Wilson Baldini Jr.

22 de agosto de 2020 | 10h53

 

O argentino Sergio Martinez, ex-campeão mundial dos pesos médios venceu o espanhol Jose Miguel Fandino, de 36 anos, nesta sexta-feira à noite, em Torrelavega, na Espanha, por nocaute, no sexto assalto.

Martinez, de 45 anos, não lutava desde 2014, quando perdeu para o portorriquenho Miguel Cotto. “Eu preciso de metas para continuar lutando e uma de minhas metas é enfrentar Ryota Murata, campeão pela Associação Mundial de Boxe. Quero voltar a ser campeão e nada, nem ninguém vai me impedir”, disse o boxeador diretamente ao presidente da AMB, durante uma live.

Martinez possui um cartel de 52 vitórias (28 nocautes), três derrotas e dois empates. Em uma de suas principais vitórias, superou o mexicano Julio Cesar Chavez Jr., em um duelo espetacular, realizado em 2012.

O japonês Murata derrotou o Esquiva Falcão na decisão da medalha de ouro olímpica, em Londres-2012. O brasileiro também aguarda uma possibilidade de revanche, desta vez no profissionalismo.

Veja o nocaute de Martinez em Fandino.

 

Tudo o que sabemos sobre:

boxeSergio MartinezEsquiva Falcão

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.