Argentino mostra os pontos a serem melhorados por Esquiva Falcão para chegar à disputa do título

Brasileiro só venceu adversário por pontos, domingo à noite, em Mangaratiba. GGG, Canelo, Jacobs e Charlo teriam nocauteado rápido

Wilson Baldini Jr.

01 de abril de 2019 | 09h57

 

A vitória por pontos de Esquiva Falcão sobre Jorge Miranda, domingo à noite, em Mangaratiba,, no Rio,  foi decepcionante. O medalhista de prata em Londres-2012 não poderia gastar dez roundes com um rival tão fraco.

Fico imaginando o que fariam GGG, Canelo, Charlo ou Jacobs com Jorge Miranda…. Não passaria do primeiro assalto.

Esquiva está ranqueado em três das quatro principais organizações internacionais do boxe e deveria ter tido uma postura mais agressiva. A partir do quinto assalto, pareceu cansado. Preocupante para quem sonha em disputar o título mundial este ano.

A cara do técnico Robert Garcia e do cutman Miguel Diaz logo depois do fim da luta foram emblemáticas. Ninguém gostou da atuação do brasileiro, que deixou escapar na entrevista pós-luta. “Era um adversário para derrubar.” E não derrubou. Resta saber como vai reagir a empresa Top Rank, que organiza a carreira de Esquiva.

Jorge Miranda teria sido um ótimo adversário para Esquiva em sua décima luta. Teria alertado para uma série de falhas do lutador nacional. Vamos torcer para que este alerta não tenha chegado tarde demais.