Aumento de casos de coronavírus no Reino Unido faz comissão de boxe cancelar eventos em janeiro

Aumento de casos de coronavírus no Reino Unido faz comissão de boxe cancelar eventos em janeiro

Novos protocolos serão apresentados e as lutas poderão voltar a ser realizadas em fevereiro. Empresário anuncia lutas fora da Grã-Bretanha

Wilson Baldini Jr.

03 de janeiro de 2021 | 11h45

 

 

O aumento de casos de coronavírus no Reino Unido fez a comissão de boxe cancelar os eventos previstos para janeiro. Novos protocolos serão apresentados e as lutas poderão voltar a ser realizadas em fevereiro.

O empresário Eddie Hearn, o mais importante e ativo da Inglaterra, anunciou que as datas de suas lutas serão mantidas, mas fora da Grã-Bretanha.

“Visto a declaração do BBBofC de que os shows de janeiro serão adiados no Reino Unido. O boxe para nós agora vai recomeçar no início de fevereiro. Esperançosamente, será no Reino Unido, mas continuaremos independentemente, com segurança e por todos os meios necessários. Para os lutadores lá fora … fiquem prontos!”

Neste domingo, mais de 57 mil casos foram registrados no Reino Unido, com 445 mortes registradas.

 

Tudo o que sabemos sobre:

boxecovid-19

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.