Bia Ferreira derrota norte-americana e está na final do Mundial de Boxe

Brasileira venceu por pontos, 4 a 1 na decisão dos jurados e disputa a medalha de ouro, neste domingo contra a chinesa Cong Wang

Wilson Baldini Jr.

12 de outubro de 2019 | 09h29

Reprodução – Yotube

 

Beatriz Ferreira vai disputar a medalha de ouro no Mundial de Boxe, que está sendo disputado na Rússia, na categoria leve (até 60 quilos). Neste sábado, a brasileira eliminou a norte-americana Rashida Ellis, por pontos, em uma decisão por 4 a 1 dos jurados (29 a 28 duas vezes, 30 a 27 e 28 a 29).

A final da competição será neste domingo e Bia terá pela frente a chinesa Cong Wang. esta é a 25.ª competição da boxeadora baiana e o 24.º pódio.

Agressiva, forte e técnica, Bia aceitou a troca de golpes com a lutadora dos Estados Unidos e impôs seu ótimo preparo físico para manter o ritmo durante os três assaltos. Os golpes na linha de cintura diminuíram o ímpeto da adversária dos Estados Unidos.

Soteropolitana, Bia, de 26 anos, festejou demais com seus técnicos e dançou em cima do ringue após o anúncio oficial de sua vitória.

Bia começou na nobre arte aos quatro anos de idade na garagem de casa, onde seu pai, Raimundo, mais conhecido no boxe como Sergipe, dava aulas para crianças carentes da região.

Bia soma quatro vitórias no Mundial. Ela derrotou Keamogetse Kenosi, de Botsuana, por nocaute técnico no segundo assalto; eliminou aa venezuelana Omailyn Alcalápor decisão unânime nas oitavas de final e bateu a russa Natalia Shadrina em decisao dividida.

Cong Wang chegou à final, após derrotar a finlandesa Mira Potkonen, primeitra cabeça de chave do torneio.

 

Tudo o que sabemos sobre:

boxeBia FerreiraMundial de Boxe

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.