Bolinha, neto de Servilio de Oliveira, ganha título continental com vitória sobre campeão mundial

Bolinha, neto de Servilio de Oliveira, ganha título continental com vitória sobre campeão mundial

Brasileiro foi eleito o boxeador sensação da competição disputada em Guayaquil, no Equador. O time nacional, com seis medalhas de ouro, ficou em primeiro lugar

Wilson Baldini Jr.

03 de abril de 2022 | 10h33

 

 

A equipe brasileira de boxe foi o destaque do torneio continental disputado semana passada em Guayaquil, no Equador. Com a conquista de seis medalhas de ouro, o time nacional ficou em primeiro lugar. Vale ressaltar que Cuba não levou seu primeiro time, mas isso não tira o mérito dos brasileiros, que enfrentaram grandes adversários e obtiveram belas vitórias.

Luiz Gabriel do Nascimento Oliveira, o Bolinha, neto de Servilio de Oliveira, ganhou o título continental com vitória sobre campeão mundial, o norte-americano Jahmal Harvey, na categoria até 57 quilos. Bolinha segue os caminhos do avô, o primeiro medalhista olímpico do Brasil, com o bronze obtido na Cidade do México, em 1968.

O site oficial da competição contou como foi a atuação de Bolinha na final, apontado como o sensação do campeonato: “O brasileiro Luiz Gabriel Do Nascimento Oliveira conquistou a medalha de ouro no Campeonato Americano de Boxe Juvenil AMBC 2018 e se juntou à seleção nacional de elite em janeiro de 2020. O talento brasileiro compete na categoria peso pena (57kg). Ele encarou o atual campeão mundial AIBA Jahmal Harvey dos EUA na luta final. Harvey usou seu excelente jogo de pés contra Oliveira no primeiro round, mas o boxeador brasileiro aumentou o ritmo e surpreendeu o adversário norte-americano. Oliveira teve excelente condição física para manter esse nível mundial até os últimos segundos e derrotou Harvey em uma das melhores disputas do último dia. Seus principais companheiros de equipe Wanderson Oliveira, Keno Machado e Abner Junior Teixeira venceram suas finais em suas categorias de peso.”

No feminino, Beatriz Ferreira, mais uma vez, subiu no lugar mais alto na categoria até 60 quilos. mostrando que a prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio deveria ter sido trocada pela de ouro. Barbara dos Santos, nos 70 quilos, também ficou em primeiro lugar.

Confira a lista com os campeões:

MULHERES – 48kg: Aldana Florencia Lopez, Argentina 50kg: Jennifer Lozano, Estados Unidos 52kg: Ingrit Lorena Valencia, Colômbia 54kg: Scarlett Delgado, Canadá 57kg: Ashley Ann Lozada, Porto Rico 60kg: Beatriz Ferreira, Brasil 63kg: Jajaira Gonzalez, Estados Unidos 70kg: Barbara Dos Santos, Brasil 75kg: Tamara Thibeault, Canadá +81kg: Diana Romero, Colômbia

HOMENS – 48kg: Billy Rodríguez, Cuba 51kg: Roscoe Hill, Estados Unidos 54kg: Rodrigo Marte, República Dominicana 57kg: Luiz Gabriel Do Nascimento Oliveira, Brasil 60kg: Alexys Miguel De La Cruz, República Dominicana 63,5kg: José Manuel Viafara, Colômbia 67kg: Wanderson Oliveira, Brasil 71kg: Marco Alonso Verde, México 75kg: Oved Emmanuel Bartee-El, Estados Unidos 80kg: Robby Gonzales, Estados Unidos 86kg: Keno Machado, Brasil 92kg: Jamar Talley, Estados Unidos +92kg: Abner Junior Teixeira, Brasil

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.