Boxe nocauteia covid-19, tem 2020 repleto de grandes lutas, muita audiência e Mike Tyson

Boxe nocauteia covid-19, tem 2020 repleto de grandes lutas, muita audiência e Mike Tyson

Nobre arte dribla a falta de público, esbanja organização e se mantém em intensa atividade apesar do trágico ano

Wilson Baldini Jr.

31 de dezembro de 2020 | 11h16

 

 

Com muita organização fora do ringue e talento dentro dele, o boxe “nocauteou” a covid-19, teve grandes lutas em 2020 e acumulou enorme audiência. Os organizadores souberam driblar a falta de público e manter a nobre arte em intensa atividade.

Povetkin x Whyte, Lopez x Lomachenko, Davis x Santa Cruz, Usyk x Chisora, Taylor x Persoon, Canelo x Smith, Tyson x Jones, GGG x Szeremeta, 60 anos do primeiro título de Eder Jofre, a grande vitória de Robson Conceição, 25 anos da Trilogia Bowe x Holyfield, a categoria bridgerweight, os 50 anos da morte de Sonny Liston, torneio eletrônico com Ali x Tyson na final, Durán derrubando também o vírus…uma lista interminável de grandes acontecimentos.

Tudo isso garantiu para quem apostou na nobre arte uma grande audiência. A ESPN festejou números nã0 conseguimos até antes da pandemia e o DAZN se manteve em atividade graças aos grandes eventos do boxe.

2021 vem aí e vai ser muito legal! Com a ajuda de Deus!

Saúde!!!

2020 Knockouts of the Year | FIGHT HIGHLIGHTS – YouTube

Tudo o que sabemos sobre:

boxecovid-192020Mike Tyson

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.