Campeão olímpico, Robson Conceição sofre cirurgia nas mãos e só volta a lutar em março

Medalha de ouro na Rio-2016 sofria com dores de contusões antigas. Baiano soma 13 vitórias profissionais, com seis nocautes

Wilson Baldini Jr.

26 de dezembro de 2019 | 11h45

 

Robson Conceição só deve voltar aos ringues em março. O campeão olímpico na Rio-2016 foi submetido a cirurgia nas mãos por causa de lesões antigas, que causavam dores e atrapalhavam o desempenho do pugilista, de 31 anos.

“O Robson está se recuperando superbem. Ele tinha várias lesões antigas, que estavam agravando. Se Deus quiser, ele volta em março”, disse o técnico Luiz Dorea, nesta quinta-feira. O procedimento foi feito em Salvador.

Robson, que tem contrato com a empresa Top Rank, do lendário Bob Arum, apresenta um cartel de 13 vitórias, com seis nocautes. Sua última luta foi em junho, em Reno, Nevada, Estados Unidos, quando venceu o mexicano Carlos Ruiz, por pontos, em decisão unânime.

Robson chegou a integrar o ranking do Conselho Mundial de Boxe entre os 35 primeiros colocados, mas atualmente, pela falta de sequência de lutas, não está ranqueado nas principais organizações do boxe internacional.

Robson luta na categoria dos penas, cujo limite de peso é 57,153 quilos. Os atuais campeões são Gary Russell Jr. (Conselho Mundial de Boxe), Josh Warrington (Federação Internacional de Boxe), Shakur Stevenson (Organização Mundial de Boxe) e Leo Santa Cruz (Associação Mundial de Boxe).

Tudo o que sabemos sobre:

boxeRobson ConceiçãoTop Rank

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: