Cerdan, Fullmer, La Motta, Monzón e Hagler batem palmas para Canelo e GGG

Cerdan, Fullmer, La Motta, Monzón e Hagler batem palmas para Canelo e GGG

Canelo derrota GGG em combate épico, mas o boxe é o grande vencedor da noite em Las Vegas

Wilson Baldini Jr.

16 Setembro 2018 | 03h13

 

A categoria dos pesos médios já teve lendas como Marcel Cerdan, Gene Fullmer, Jake La Motta, Carlos Monzón e Marvin Hagler e muitos outros. Todos foram excepcionais e marcaram época na história do boxe.

Mais dois nomes podem ser colocados nesta lista depois deste sábado. São eles: Saul Canelo Alvarez e Gennady GGG Golovkin, protagonistas de uma das maiores lutas dos últimos anos.

Em um duelo bastante equilibrado, Canelo venceu de forma justa. O mexicano mostra evolução a cada luta e é um boxeador totalmente diferente daquele que teve uma “aula” diante de Floyd Mayweather há cinco anos. Forte, resistente, hábil, surpreendente, Canelo teve forças e coragem para encarar o poderoso ataque de GGG.

Aos 36 anos, o corpo do casaque parece sentir o castigo de uma série de duras lutas. Mesmo assim, o instinto “matador” faz GGG ser perigoso a cada segundo. Aceitou a troca de golpes com um adversário oito anos mais jovem, mostrou versatilidade para alterar a forma de lutar durante a disputa e teve garra para tentar a vitória até no último round.

Canelo vence e agora tem o mundo aos seus pés. GGG terá de repensar a carreira e buscar na alma motivação para novos desafios.

Cerdan, Fullmer, La Motta, Monzón e Hagler batem palmas para Canelo e GGG.

Viva o boxe!!!