Chocolatito e Estrada distribuem 2.351 golpes, vencem e pedem revanche no começo de 2021

Em um evento espetacular na Cidade do México, nicaraguense bateu Israel Gonzalez, enquanto mexicano nocauteou Carlos Quadras no 11º assalto

Wilson Baldini Jr.

24 de outubro de 2020 | 17h44

 

Uma grande luta já está acertada para o início de 2021. Trata-se do duelo unficatório entre os supermoscas Roman Chocolatito Gonzalez e Juan Francisco Estrada. Os dois se apresentaram e venceram, nesta sexta-feira, em grande evento realizado na Cidade do México e com transmissão do DAZN.

Chocolatito manteve o cinturão da Associação Mundial de Boxe, ao vencer o mexicano Israel Gonzalez, por pontos, após 12 assaltos. O nicaraguense disparou 1.241 golpes e acertou 337 no adversário.

Campeão do Conselho Mundial de Boxe, Estrada tentou 1.11o golpes para conectar 387 no compatriota Carlos Quadras, que caiu no 11º assalto.

Juntos, os dois campeões arremessaram 2.351 golpes, com 734 golpes certos. Em média, foram 102 golpes, com 32 no alvo, a cada round. A média da categoria dos supermoscas é de 61 golpes, com 17 acertos.

Depois da luta, os dois se encontraram nos vestiários e gravaram um vídeo no qual pedem um combate de unificação. Os dois lutaram em 2012 na categoria dos minimoscas e a vitória foi de Chocolatito por pontos.

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.