CMB anuncia a categoria bridgerweight, em homenagem ao garoto que salvou a irmã e levou 90 pontos

CMB anuncia a categoria bridgerweight, em homenagem ao garoto que salvou a irmã e levou 90 pontos

Novo limite de peso, que começa a ser adotado em 2021, fica entre os cruzadores e pesados e tem como limite 102 quilos

Wilson Baldini Jr.

10 de novembro de 2020 | 08h37

 

 

Mauricio Sulaiman, presidente do Conselho Mundial de Boxe anunciou a 18ª categoria do boxe. O novo peso fica entre cruzadores e os pesados e tem como nome “bridgerweight”, em homenagem ao menino Bridger Walter, de seis anos, que em julho salvou a irmã, de quatro anos, de um ataque de um cachorro e levou 90 pontos no rosto.

Os cruzadores voltariam a ter como limite as 190 libras (86,1uilos) e não mais 200 libras (90,7 quilos), enquanto para ser considerado ‘pesado’ o pugilista deveria ter no mínimo 102 quilos.

O motivo seria o tamanho grande dos lutadores atuais, o que causam alguns duelos com pesos desproporcionais. Um exemplo foi o primeiro combate entre Deontay Wilder e Tyson Fury, em 2018, quando o britânico pesou 256 libras (116,1 quilos) contra 213 (96,6 quilos) do norte-americano.

Bridger Walker foi nomeado campeão honorário pelo CMB e recebeu um cinturão, além de ser homenageado por Mike Tyson durante a convenção da organização em sessão virtual.

A tia postou uma foto das crianças nas redes sociais e chamou a atenção. Sulaiman destacou a “ação de bravura, que representa um dos os melhores valores da humanidade”.

Fã do Capitão América, Walker também foi homenageado pelo ator Chris Evans, que desempenha o papel do personagem no cinema. “Vou descobrir seu endereço e vou te mandar um escudo autêntico porque você merece. Você é um verdadeiro herói.” O escudo também foi enviado para Wyoming, onde o garoto mora.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.