Com dor no nariz, Mike Tyson prevê exibições a cada dois meses e Saint Tropez como uma sede

Com dor no nariz, Mike Tyson prevê exibições a cada dois meses e Saint Tropez como uma sede

Ex-campeão mundial aprovou sua apresentação diante de Roy Jones Jr. e afirmou que vai se preparar ainda melhor para as futuras exibições

Wilson Baldini Jr.

29 de novembro de 2020 | 04h53

 

Mike Tyson foi para a entrevista coletiva, após a exibição diante de Roy Jones Jr., com o nariz dolorido, cansado, mas bastante satisfeito com o entretenimento proporcionado aos fãs do boxe no Staples Center, em Los Angeles.

Entusiasmado, o campeão mais jovem dos pesos pesados afirmou que quer voltar a lutar em no máximo dois meses, possivelmente em Saint Tropez, na França. Ele não revelou quem pode ser o adversário, mas a expectativa é de que Evander Holyfield seja o nome escolhido.

“Eu quero lutar de dois em dois meses. Nunca me senti velho, sempre tive energia. Agora estou com o nariz doendo e muito cansado, mas estou feliz e vou voltar com melhor preparação da próxima vez”, disse o ex-boxeador, de 54 anos.

Tyson disse que jamais pensou que a exibição seria um fracasso. “Eu gosto de pressão. Eu sempre me supero e foi o que aconteceu. Fizemos um planejamento, seguimos e atingimos nosso objetivo”, disse o Iron Man. “Vamos seguir com este projeto, pois poderemos ajudar muitas pessoas.”

Sobre a luta, Tyson elogiou a forma “inteligente” de Jones impedir seu ataque. “Não consegui aplicar um golpe sólido, mas acho que venci a luta. Deram empate, mas não tem problema. Valeu pela exibição.”

Tudo o que sabemos sobre:

boxeMike TysonRoy Jones

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.