Conselho Mundial de Boxe adota pesagem para o dia da luta e tenta evitar ganho excessivo de peso

Conselho Mundial de Boxe adota pesagem para o dia da luta e tenta evitar ganho excessivo de peso

Principal organização do boxe quer que os pugilistas não subam no ringue com mais de 10% do peso limite de cada categoria

Wilson Baldini Jr.

06 Novembro 2018 | 11h33

 

 

O Conselho Mundial de Boxe (CMB)   iniciou uma nova regra para proteger os boxeadores e evitar enormes ganhos de peso durante a noite anterior aos combates. Os boxeadores devem agora se pesar no vestiário do local onde a luta será realizada. Embora seja uma pesagem não oficial, isso deve ser feito para monitorar se o pugilista não vai ultrapassar o limite da cateoria em mais de 10%.

O CMB começou esta verificação durante o confronto pelo título superpena de sábado passado entre o campeão Miguel “Alacrán” Berchelt e Miguel “Mickey” Román.

A preocupação é que haja uma diferença muito grande de pesos entre os lutadores no momento do duelo. Já foi registrado que alguns boxeadores subiram no ringue com até dez quilos que o adversário.

O CMB já faz um acompanhamento do peso dos lutadores, que são monitorados um mês, quinze dias e uma semana antes da pesagem oficial, feita na véspera das lutas.