Corinthians 1 x 5 Flamengo lembrou o KO de Ray Mercer em Tommy Morrison. A maior surra do boxe

Corinthians 1 x 5 Flamengo lembrou o KO de Ray Mercer em Tommy Morrison. A maior surra do boxe

Há exatos 29 anos, o campeão olímpico em Seul/1988 manteve o cinturão da OMB, ao massacrar o astro de Rocky 5, com um nocaute impressionante no quinto assalto

Wilson Baldini Jr.

18 de outubro de 2020 | 21h19

 

O massacre imposto pelo Flamengo sobre o Corinthians, neste domingo, na Neo Química Arena, pelo Campeonato Brasileiro, fez lembrar a a maior surra do boxe, quando Ray Mercer destruiu Tommy Morrison, há exatos 29 anos, em Atlantic City.

Ex-marinheiro, Mercer foi campeão olímpico em Seul/1988 e tinha um cartel invicto de 17 vitórias, com 12 nocautes. Morrison, que havia sido protagonista junto com Sylvester Stallone, em Rocky 5, era sobrinho-neto do lendário ator John Wayne e ostentava 28 vitórias, com 23 nocautes. Em jogo o cinturão da Organização Mundial de Boxe.

Ao contrário do desfibrado time do Corinthians, Morrison foi raçudo e chegou a balançar Mercer várias vezes. Em compensação, o campeão foi eficaz como o Flamengo e no momento do nocaute acertou pelo menos cinco golpes violentíssimos, que liquidaram com o combate.

Morrison voltou a lutar e até derrotou o lendário George Foreman, em 1993, para ficar com o título mundial. Resta saber se o Corinthians vai ter a mesma determinação.

Confira o nocaute mais violento da história.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.