DAZN oferece R$ 297,6 milhões para Wladimir Klitschko abandonar a aposentadoria

DAZN oferece R$ 297,6 milhões para Wladimir Klitschko abandonar a aposentadoria

Aos 42 anos, ucraniano, que não luta desde 2017, poderá fazer mais três lutas, inclusive uma revanche com o britânico Anthony Joshua

Wilson Baldini Jr.

21 de março de 2019 | 10h13

 

Vários meios de comunicação da Alemanha noticiaram nesta quinta-feira que a DAZN, empresa britânica de streaming, ofereceu 60 milhões de libras (R$ 297,6 milhões) para o ucraniano Wladimir Klitschko abandonar a aposentadoria.

Aos 42 anos, Klitschko não luta desde abril de 2017. A oferta seria para três lutas, inclusive com a possibilidade de uma revanche com o britânico Anthony Joshua, campeão mundial pela AMB, FIB e OMB. No primeiro duelo, o inglês venceu por nocaute técnico no 11º assalto, diante de 80 mil pessoas no Estádio de Wembley, em Londres.

A DAZN já contratou vários pugilistas, inclusive o mexicano Saul Canelo Alvarez, que vai receber US$ 365 milhões por 11 lutas. Na semana passada, o peso pesado norte-americano Deontay Wilder recusou uma proposta de US$ 100 milhões da empresa por três lutas.

“Ele é esperto. Não voltará por dinheiro, mas apenas pelo legado. George Foreman fez isso e ele acha que também pode. Voltar e ser campeão. Sua história está feita. Se ele perder, tudo bem. Se ganhar, será um feito enorme”, disse Joshua.

Wladimir Klitschko não fez comentários.

 

Tudo o que sabemos sobre:

boxeDAZNWladimir Klitschko

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.