Deontay ‘Sniper’ Wilder elimina Luis Ortiz e prevê unificação de título após Tyson Fury

Deontay ‘Sniper’ Wilder elimina Luis Ortiz e prevê unificação de título após Tyson Fury

Americano nocauteia cubano no 7.º round, ratifica luta com britânico em 22 de fevereiro e fica de olho no vencedor de Andy Ruiz e Anthony Joshua, dia 7 de dezembro

Wilson Baldini Jr.

24 de novembro de 2019 | 03h41

 

Deontay Wilder estava atrás nas papeletas dos jurados (58 a 56 e 59 a 55, duas vezes) diante do cubano Luis Ortiz, mas sua poderosa direita mais uma vez garantiu sua vitória, neste sábado, ao explodir de forma impressionante no sétimo assalto, em um direto que destruiu o cubano no ringue do MGM Hotel, em Las Vegas.

Como um ‘Sniper’, Wilder só precisou de uma chance para manter o cinturão mundial dos pesos pesados, versão Conselho Mundial de Boxe, que é seu desde janeiro de 2015. Foi sua décima defesa de título. O próximo passo do pugilista de Tuscaloosa, no Alabama, será enfrentar o britânico Tyson Fury, responsável pelo único empate em seu cartel invicto, que reúne 42 vitórias, com 41 nocautes.

Depois de Fury, Wilder já planeja um duelo com o vencedor do combate entre o mexicano Andy Ruiz Jr. e o britânico Anthony Joshua, que se enfrentam pela segunda vez dia 7 de dezembro, na Arábia Saudita. Na primeira vez, Ruiz venceu Joshua no sétimo assalto e ficou com os cinturões da Associação Mundial, Federação Internacional e Organização Mundial de Boxe. “Quero unificar todos os títulos”, disse Wilder.

Com esta direita, Wilder pode querer qualquer coisa.

Tudo o que sabemos sobre:

boxeDeontay WilderLuis OrtizTyson Fury

Tendências: