Deontay Wilder afirma que nocautearia o Mike Tyson de 1986

Deontay Wilder afirma que nocautearia o Mike Tyson de 1986

Comentário do campeão dos pesados do CMB não foi aprovado pelo britânico Lennox Lewis

Wilson Baldini Jr.

29 Janeiro 2018 | 08h57

crédito: Tom Casino/Showtime

 

Deontay Wilder, campeão mundial dos pesos pesados, versão Conselho Mundial de Boxe, afirmou que nocautearia o Mike Tyson de 1986. “Eu sei que as pessoas sempre voltam para a velha escola, mas não há momento da história em que eu não seja o primeiro.”

Medalha de bronze em Pequim-2008, Wilder, de 32 anos, está invicto como profissional. Soma 39 vitórias (38 nocautes) e detém o título mundial desde janeiro de 2015. Apesar da força descomunal, o peso pesado não possui grande técnica, o que lhe causa uma série de críticas.

O comentário de Wilder não foi rebatido por Tyson, mas o britânico Lennox Lewis fez questão de dar sua versão. “Eu acabei de ouvir que Deontay Wilder disse que iria destruir o jovem Mike Tyson. Meus pensamentos são que é fácil afirmar algumas coisas sem estar no ringue. Eu gosto de Wilder, mas ele nunca esteve lá com alguém tão feroz que realmente quisesse quebrar suas costelas com cada soco.”

Ex-campeão mundial e medalha de ouro em Seul-1988, Lewis continuou. “Eu adoro a confiança de Wilder. Você precisa disso para chegar ao topo da categoria dos pesos pesados. Ele está com fome e parece estar na melhor forma física, mas meu conselho é para que ele se concentre em fazer o melhor e deixar que a história o coloque em seu lugar correto.”

Em 1986, Mike Tyson, aos 20 anos, se tornou o campeão mais jovem dos pesos pesados, ao nocautear Trevor Berbick, por nocaute no segundo assalto, quando conquistou o cinturão do CMB. O cartel de Tyson era de 28 vitórias, com 26 nocautes.