Deontay Wilder prova que é um verdadeiro campeão mundial dos pesos pesados

Deontay Wilder prova que é um verdadeiro campeão mundial dos pesos pesados

Norte-americano manteve o título do CMB com uma vitória espetacular sobre o cubano Luis Ortiz

Wilson Baldini Jr.

04 Março 2018 | 03h38

 

A espetacular vitória sobre o cubano Luis Ortiz, no décimo round, neste início de domingo, em Nova York, colocou o norte-americano Deontay Wilder no hall dos grandes campeões mundiais dos pesos pesados.

Wilder nã é um lutador perfeito. Longe disso. Possui falhas na guarda, jogo de pernas e até na aplicação dos golpes, mas sua força é uma das mais assustadoras da história da nobre arte.

Diante de Ortiz, todas essas características puderam ser ratificadas, mas a determinação para superar o momento mais difícil de sua carreira surpreendeu positivamente a imprensa especializada.

Wilder passou por maus bocados no sétimo assalto, quase caiu, forçou o clinche e ainda teve forças para terminar o round e buscar oxigênio no córner para obter uma das maiores reviravoltas de todos os tempos.

Mais uma vez a sua direita fez a diferença e  garantiu o 39º nocaute em 40 vitórias. O cinturão do Conselho Mundial de Boxe está mantido e agora é só esperar por uma vitória do britânico Anthony Joshua sobre o neozelandês Joseph Parker, dia 31, para que mais uma “Luta do Século” seja projetada para o fim do ano.

Os fãs do boxe não estão mais ófãos.

Vida longa ao rei.