Derrota de Robson Conceição é mais um exemplo da subjetividade de um júri

Derrota de Robson Conceição é mais um exemplo da subjetividade de um júri

Boxeador sofreu em Tucson do mesmo mal que atletas da ginástica, surfe, saltos ornamentais, skate e até do futebol (VAR) sofrem em suas competições

Wilson Baldini Jr.

11 de setembro de 2021 | 18h09

 

A derrota de Robson Conceição para Oscar Valdez, em Tucson, no Arizona, no início da madrugada de sábado, é mais um exemplo da subjetividade de um júri. O campeão olímpico na Rio-2016 sofreu do mesmo mal que atletas da ginástica, surfe, saltos ornamentais, skate e até do futebol (VAR) sofrem em suas competições.

Toda vez que existe a interferência do ser humano a possibilidade de ocorrer um erro é muito frequente. Nos Jogos Olímpicos de Tóquio, tivemos reclamações com as notas de Gabriel Medina, Rayssa Leal e na pontuação de Beatriz Ferreira. No futebol, toda rodada são inúmeros os problemas de interpretação com o VAR em lances polêmicos.

O problema é quando não existe dúvida e foi o que ocorreu na luta de Robson Conceição. O pior é que este ‘roubo’ não será o último no esporte.

Tudo o que sabemos sobre:

boxe#ValdezConceiçao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.