Em sua primeira defesa, Patrick Teixeira não luta bem e perde o título mundial dos médios-ligeiros

Brasileiro não luta bem e perde por pontos após 12 assaltos disputados na Califórnia. Os jurados foram unânimes em apontar o argentino como o vencedor do duelo

Wilson Baldini Jr.

14 de fevereiro de 2021 | 02h34

 

Patrick Teixeira não é mais o campeão mundial dos médios-ligeiros da Organização Mundial de Boxe. O brasileiro foi derrotado, neste sábado, em Indio, na Califórnia, pelo argentino Brian Castaño, por pontos, após 12 assaltos. Os jurados foram unânimes em apontar a vitória do desafiante por 120-108, 119-109 e 117-111.

Com isso, Patrick soma gora 31 vitórias (22 nocautes) e duas derrotas, enquanto o invicto Castaño chegou à 17ª vitória (12 nocautes) e um empate.

A luta começou como se esperava, com Castaño procurando encurralar Patrick nas cordas. O brasileiro tentou usar sua maior envergadura (1,92 metro, contra 1,71 metro de Castaño) durante os três primeiros roundes. Com o tempo o argentino manteve o ritmo e Patrick passou a não usar mais o jab, a não se movimentar e aceitar a luta no corpo a corpo, exatamente a forma preferida de luta do rival.

Desta forma, Castaño conseguiu abrir uma grande vantagem nas papeletas e lutou com tranquilidade dos últimos assaltos. Já Patrick pouco produziu no ataque durante os 12 assaltos disputados.

Tudo o que sabemos sobre:

boxePatrick TeixeiraBrian Castaño

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.