Esquiva Falcão é impedido de embarcar para São Paulo pela Gol e perde conexão para Los Angeles

Empresa aérea alega que boxeador não tem documentação correta para entrar nos Estados Unidos. Lutador afirma que tudo está certo para seguir viagem

Wilson Baldini Jr.

28 de outubro de 2020 | 07h52

 

Esquiva Falcão tentou, sem sucesso, embarcar para São Paulo, vindo de Vitória-ES, onde mora, nesta segunda e terça-feira. A intenção do boxeador era fazer conexão e seguir viagem até Los Angeles, nos Estados Unidos, onde precisa iniciar treinamento para a sua luta de 12 de dezembro, em Las Vegas.

Mas o medalha de prata em Londres-2012 foi impedido pelos funcionários da empresa aérea Gol, que alegaram falta de documentação correta para a imigração nos Estados Unidos. Esquiva, por sua vez, diz estar com tudo correto e até citou o empresário Sergio Batarelli, que cuida de sua carreira no Brasil, que também viajou para os Estados Unidos, junto com o também boxeador Robson Conceição, para uma luta no próximo sábado, com documentos semelhantes.

Esquiva, que mora a uma hora de carro do aeroporto de Vitória, estava acompanhado da esposa. Em vídeo gravado nas redes sociais, nesta terça-feira à noite, o pugilista afirmou que vai esperar a remarcação da viagem por parte da Top Rank, empresa americana responsável por sua carreira internacional.

Esquiva luta em 12 de dezembro, no MGM Hotel, em Las Vegas, mas ainda não tem adversário definido. Ranqueado nas quatro principais organizações internacionais do boxe e invicto após 27 lutas, o brasileiro aguarda uma oportunidade de disputar uma eliminatória por título mundial.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: