Esquiva Falcão supera tristeza, desabafa e diz estar pronto para a luta mais importante da carreira

Boxeador afirmou em live que a luta com russo Artur Akakov, a ser realizada no próximo dia 20, deveria ter sido programada há muito tempo

Wilson Baldini Jr.

13 de fevereiro de 2021 | 22h07

 

Às vésperas de sua luta mais importante, Esquiva Falcão ficou triste e deprimido durante seu período de treinamento nos Estados Unidos. Admitiu que houve erro no encaminhamento de sua carreira profissional em uma live, pensou em seu futuro e da família, mas logo readquiriu força para voltar ao trabalho e se preparar para o duelo do dia 20 contra o russo Artur Akakov.

“Falei um monte de coisa, desabafei, as coisas poderiam ter sido feitas de forma diferente, mas o importante é que tenho uma luta muito importante, a mais importante de minha carreira. Tenho certeza de que se vencer, as coisas vão mudar muito e para melhor para mim”, disse o pugilista a este blog.

A qualidade dos adversários de Esquiva é alvo de constantes críticas por parte dos fãs nas redes sociais. Apesar de ranqueado em três das quatro maiores organizações do boxe mundial, o brasileiro vai ter de se apresentar bem no dia 20, diante de Akakov para conseguir renovar seu contrato com a Top Rank, que termina neste domingo.

“Vou vencer e mostrar minha qualidade para conseguir uma oportunidade por um duelo por título mundial ou uma eliminatória”, afirmou o medalhista de prata em Londres-2012.

Tudo o que sabemos sobre:

boxeEsquiva FalcãoArtur Akakov

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.