Estádio do Tottenham, Wembley e País de Gales disputam próximas lutas de Anthony Joshua

Kubrat Pulev, Oleksandr Usyk e o vencedor entre Deontay Wilder e Tyson Fury, em 22 de fevereiro, pode ser a sequência do campeão britânico em 2020

Wilson Baldini Jr.

10 de dezembro de 2019 | 09h59

 

O carisma, a popularidade e o talento tornam o britânico Anthony Joshua um dos esportistas mais importantes da atualidade. Com a reconquista dos cinturões mundiais da Associação Mundial, Federação Internacional e Organização Mundial de Boxe, após a vitória de sábado passado sobre o mexicano Andy Ruiz Jr., surgem inúmeras propostas para as suas lutas futuras.

O recém-inaugurado estádio do Tottenham, o tradicional estádio de Wembley (ambos em Londres) e o Millennium Stadium (País de Gales) são os mais interessados em ter as futuras apresentações do peso pesado. Sem contra com o dinheiro incalculável dos árabes, onde foi realizada Ruiz x Joshua 2.

Se a lista de locais para suas próximas lutas é grande, a de adversários é maior ainda. Uma sequência não descastarda pelo empresário Eddie Hearn para 2020 aponta o búlgaro Kubrat Pulev para março ou abril, o ucraniano Oleksandr Usyk para junho ou julho e o vencedor do duelo entre o norte-americano Deontay Wilder e o britânico Tyson Fury (22 de fevereiro) para o fim do próximo ano.

Tudo o que sabemos sobre:

boxeAnthony JoshuaTottenhamWembley

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.