Evan Holyfield se torna boxeador profissional e avisa que será melhor que o pai

Evan Holyfield se torna boxeador profissional e avisa que será melhor que o pai

Depois de 80 lutas como amador, pugilista, de 21 anos, teve o sinal do verde do pai para se tornar profissional

Wilson Baldini Jr.

29 de julho de 2019 | 11h48

 

Evan Holyfield tem 21 anos, soma cerca de 80 lutas como amador e assinou contrato com a empresa Main Events para iniciar a carreira profissional. Mas seu sonho é enorme. Ser melhor que o pai: “Meu pai sempre me diz que cada geração seguinte é sempre melhor”, afirmou o peso médio.

Evan revelou que só entrou para o boxe profissional depois do aval de Evander Holyfield.  “Ele esteve em muitas lutas. Ele realmente me deu o sinal verde para ser profissional, e isso significa muito vindo dele”, disse o lutador, que será treinado pelo experiente Maurice Watkins, pugilista entre 1974 e 1990.

Caso queira realmente ser melhor que o pai, Evan vai precisar treinar muito e ganhar de muita gente boa. Evander foi campeão dos pesos cruzadores e pesados, além de medalha de bronze na Olimpíada de 1984 (injustamente, pois merecia o ouro). Em seu cartel, Holyfield enfrentou Dwight Muhammad Qawi, Riddick Bowe, George Foreman, Larry Holmes, Lennox Lewis, Mike Tyson e muitos outros.

Evan mostra coragem para enfrentar os grandes nomes da atualidade. “Canelo realmente parece ser aquele cara para brigar. Se você derrotar aquele cara, Canelo, então você é o cara, e essa é a missão de ser o cara. Enfrentar os melhores.”

Evan ainda não tem data da sua estreia no boxe profissional.

 

Tudo o que sabemos sobre:

boxeEvander HolyfieldEvan Holyfield

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: