Exposição durante pandemia causa sucesso da marca Mike Tyson nas lojas Chinatown Market

Exposição durante pandemia causa sucesso da marca Mike Tyson nas lojas Chinatown Market

Camisetas, casacos e bonés do ex-campeão mundial dos pesos pesados esgotam nas vendas pela internet

Wilson Baldini Jr.

05 de julho de 2020 | 14h03

 

Ninguém sabe ainda se Mike Tyson vai voltar ou não para os ringues, mas uma coisa é certa. O ex-campeão mundial dos pesos pesados soube usar o período de pandemia para ressurgir nas mídias e ganhar dinheiro. Com a Chinatown Market, loja de roupas, como uma de suas parceiras, a marca do Iron Man não para de gerar muitos dólares.

Depois de anunciar na semana passada que suas camisetas, casacos e bonés haviam sido vendidos com tremenda rapidez, Tyson recolou mais produtos no mercado e as vendas na internet não param, tanto nos Estados Unidos como em todo o mundo.

Um boné sai por US$ 40,00, enquanto camisetas podem ser compradas por até US$ 60,00. “E vem muito mais por aí”, disse o ex-boxeador, que mantém o físico privilegiado, reconquistado durante o período de confinamento.

Outras parcerias estão sendo negociadas e mais novidades deverão ser apresentadas nos próximos dias. Talvez Tyson não precise dar a cara para bater para sobreviver.

 

Tudo o que sabemos sobre:

boxeMike TysonChinatown Market

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: