Há 26 anos, o boxe tinha um novo rei: Riddick Bowe

Há 26 anos, o boxe tinha um novo rei: Riddick Bowe

Grandalhão, forte e técnico, o nova-iorquino surpreendeu ao derrotar Evander Holyfield

Wilson Baldini Jr.

14 de novembro de 2018 | 01h23

 

Aos 25 anos, Riddick Bowe subiu no ringue do Thomas & Mack Center, em Las Vegas, em 13 de novembro de 1992 para enfrentar Evander Holyfield. Estavam em jogos os títulos do Conselho Mundial, Associação Mundial e Federação Internacional de Boxe.

Os dois estavam invictos. Holyfield somava 28 vitórias, enquanto Bowe tinha 31. O campeão era o favorito nas apostas: 7 por 5.

E os dois boxeadores não desapontaram os fãs da principal categoria da nobre arte, que estavam traumatizados com a prisão de Mike Tyson em março. Foram verdadeiros guerreiros.

Holyfield pesou 92,9 quilos, enquanto Bowe acusou na balança 106,5 quilos. E os dois toparam o duelo em condições adversas às suas características.

Holyfield foi preciso na troca de golpes na média distância e Bowe teve raça para encarar o combate no corpo-a-corpo.

Nom fim de 12 roundes eletrizantes, Bowe foi apontado vencedor de forma unânime: 117 a 110 (duas vezes) e 115 a 112. Os pesos pesados tinha um novo rei. Pena que durou pouco.

 

Tudo o que sabemos sobre:

boxeboxingEvander HolyfieldRiddick Bowe

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.